Sexta-feira, 13 de Junho de 2008
Promete-me Tom...

Tive tão poucos comentários...mas decidi postar porque houve pessoas que comentaram e queria agradecer a essas pessoas...obrigada!

Bill: e é também verdade que...

Tom: que o quê?

Eu: que nada. O Bill tá só o brincar.- disse tentando esconder o nervosismo.

Bill: OPAH MEU, TU ÉS MEU IRMÃO E TUDO MAS EU NÃO MANDO NOS SENTIMENTOS...

Tom: o que é que queres dizer com isso?

Eu: Bill, por favor não.

Bill: Tom eu amo a Karine. Ela é a mulher da minha vida. Eu amo-o. E desejo-a.

Ficamos um bocado em silencio.

Eu chorava, Bill estava com a cabeça baixa esperando a reacção do Tom, e Tom...ai...o Tom estava coberto de raiva.

Tom: eu ODEIO-TE BILL KAULITZ.- e saiu disparado dali.

Agora com quem é que eu ficava, o Bill estava todo triste a chorar, e o Tom estava cheio de raiva...raiva de mim...e do Bill.

Eu: Bill...eu.- interrompeo-me.

Bill: vai ter com ele, antes que ele faça uma asneira.

Eu: eu.- interrompeo-me de novo.

Bill: vai.- disse num tom um pouco autoritário.

Eu: obrigada Bill.

Ele ainda chorava, dei-lhe um beijo na bochecha, ele ficou sem reacção. Saí daquela casa e fui a procura do Tom.

Encontrei o Tom numa rua sombria, onde o preto era predominante, pulseiras com picos, piercings, tatuagens e cortes, viam-se em todo o mundo que ali estava. Obah agora como é que eu vou ter com o Tom, é que ele estava mesmo no meio dessa rua, iam-me descobrir. Ou talvez não. Estou toda de preto hoje, e a maquilhagem também é preta. Boa, assim já me podia infiltrar sem darem por mim. Pensava eu. Até que sou abordada por um gajo alto, musculado, e muito aterrorizador.Um gajo mesmo cheio de tatuagens, e mesmo muito estranho.

Gajo estranho: tas com medo boneca?

Eu: primeiro não sou nenhuma boneca,e não, não tenho medo de nada, muito menos de coisas como tu.- hey Karine calma,mas a verdade é que eu fervo em muito pouca água.

Gajo estranho: ui a boneca ta irritadinha.

Eu:- [este gajo que me chame mais de boneca e eu passo-me.]

Gajo estranho: tu ñ és daqui pois não?

Eu: -[ok, agora é que me descobriram]- eu? claro que sou.

Gajo estranho: então devias saber que tens que pertencer a um gajo.

Eu:- [olhem-me este agora pensa que eu sou um objecto].- E pertenço.- disse apontando para o Tom.

Gajo estranho: hey Caveiras[deve ser esse o nome do Tom aqui].- Esta gaja aqui pertence-te?- O TOm estava com a cabeça entre os joelhos e fez um sinal com o dedo que não.

Eu: Tom! Sou eu ,Karine.

Ele levantou a cabeça e olhou para mim surpreso.

O gajo estranho segurou-me pelo braço com força, ia levar-me a força para qualquer lado quando o Tom decide meter-se.

Tom: essa é minha.

Eu: tua?- disse indignada.

O Tom piscou-me o olho.

Eu: ves? Eu sou dele.

Gajo estranho: ok Caveiras. Eu como perguntei e tu disses-te que não.

Tom:- interrompendo-o.-: mas agora digo que é. E se digo que é, é porque é.

O gajo estranho largou-me, e o Tom levou-me até um beco. Estavamos sozinhos.

Tom: o que é que fazes aqui?- disse irritado.

Eu: vim passear. Não se ve logo?- disse sarcasticamente.

Tom: sei lá. Eu já não te conheço.

Eu: já não me conheces?

Tom: tu ouvis-te bem o que o Bill disse? Ele disse que te ama e que te deseja.

Eu: Tom eu ouvi.

Tom: então o que queres agora? Já sei. Queres os dois é?

Eu: Tom! Eu amo-te. Eu não tenho culpa do teu irmão se ter apaixonado por mim.

Tom:...

Eu: tenho Tom? Diz-me lá se achas que eu tenho culpa.

Tom: não...

Fiquei calada. Derrepente ele abraçou-me, senti-me muito mais calma. Abracei-o também.

Tom: eu sei que a culpa não é tua. Desculpa liebe, mas saber que o meu irmão ama a minha namorada...

Eu: shh Tom, eu sei amor, eu sei. Mas tu tens de falar com ele.- disse entre beijos.

Tom:- parou de me beijar.- não. Eu nunca mais vou falar com o Bill.

Eu: mas Tom...

Tom: shiu- disse sem me deixar acabar de falar e beijou-me.

Tom: vamos brincar.- disse mexendo no piercing com a língua.

Eu: talvez. Mas em casa.

Tom: não. Eu não quero nem olhar para a cara do Bill.

Eu: do teu irmão.

Tom: meu irmão o baldas.

Eu: calma amor. Promete-me que não te vais exaltar com o Bill.

Tom: ñ sei liebe.

Eu: Tom por mim!

Tom: eu não vou conseguir. Eu vou ter de lhe dizer tudo o que penso.

Eu: Tom. Promete-me.

Tom: não.

Eu: Promete-me Tom.

Tom: pronto eu prometo.

Eu: vamos?

O Tom exitou um bocado a responder, mas lá disse.

Tom: vamos.

Eu ainda ia descobrir como é que ele foi se meter com aquela gente...mas agora era melhor não.

Chegamos a casa o Bill estava na sala a ver televisão.

Bill: voces já se entenderam.

O.O o Tom passou-se por completo.

Tom: QUERIAS QUE NÓS ESTIVESSEMOS CHATEADOS PARA TE FAZERES A KARINE É? FICA SABENDO QUE NÓS ESTAMOS MUITO BEM. EU AMO A MINHA NAMORADA E ELA A MIM.- beijou-me eu fiquei sem reacção.


sinto-me: fiz o ultimo teste hj! yupiiii
música: linkin park- leave out all the rest

publicado por Chinesa11 às 17:50
link do post | comentar | favorito
|

4 comentários:
De xX-Akyra-Xx a 13 de Junho de 2008 às 23:04
SORRY SO COMENTAR AGORA (sou uma nhanha --')

ADORO A FIC

mas opah

tou com certa pena do billy boy :S

posta mais +.+


De Tutty a 13 de Junho de 2008 às 23:23
meu amor , ou tu postas mais ou eu não sei o que faça

AI EU AMO A TUA FIC AMO AMO AMO, E QUERO MAIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIS *-*
Só quando postares é que vou postar ^^

AMO-TE INHA PERFEITA ^^


De *dany* a 14 de Junho de 2008 às 00:25
....TA muito GIRUH....
eu ja te disse ke se eu ñ gostasse,,,,,ñ estaria a comentar......por issu fica bem miga....gstei bwé!!!
bjs****DaNy


De $@h@r@ $h!nOda a 14 de Junho de 2008 às 10:07
.Ta lindo posta mais mais mais.

Puseste os irmãos kaulitz a descutirem.

posta mais


Comentar post

mais sobre mim
Daniela Sousa

Sou uma gaja com o nome no B.I Daniela Sousa…mas que tem 1a panca pelo nome Kryx!  As vezes gostava de ser criança para sempre…não ter que tomar decisões…não ter de fazer escolhas…não ter perder amigos…não ter de sentir saudades…não ter de odiar people parvo…as vezes gostava que pudesse ser criança ih adulta quando me desse na “telha” mas a vida não é assim….por isso tudo o q aprendi devo aos amiigos ih a família…Obrigada!~A amizade é como o vidro…frágil!  Algumas verdades magoam mas as vezes é preciso ouvi-las, e difícil dize-las! Confiança não é algo que se pede é algo que se conquista!    O amor é como um enigma difícil de resolve-lo, fácil de complica-lo! Magoar é fácil, perdoar é difícil!  Mais difícil do que dizer amo-te é realmente senti-lo! Deixares-te levar é fácil, dizer não é complicado!Apontas-me o dedo por ser diferente eu agradeço-te por seres igual

posts recentes

O 4º elemento do meu trio...

O 4º elemento do meu trio...

O 4º elemento do meu trio...

O 4º elemento do meu trio...

O 4º elemento do meu trio...

O 4º elemento do meu trio...

O 4º elemento do meu trio...

O 4º elemento do meu trio...

O 4º elemento do meu trio...

O 4º elemento do meu trio...

O 4º elemento do meu trio...

O 4º elemento do meu trio...

O 4º elemento do meu trio...

O 4º elemento do meu trio...

O 4º elemento do meu trio...

O 4º elemento do meu trio...

O 4º elemento do meu trio...

O 4º elemento do meu trio...

O 4º elemento do meu trio...

O 4º elemento do meu trio...

O 4º elemento do meu trio...

O 4º elemento do meu trio...

O 4º elemento do meu trio...

O 4º elemento do meu trio...

O 4º elemento do meu trio...

O 4º elemento do meu trio...

O 4º elemento do meu trio...

O 4º elemento do meu trio...

I'm Back (L) O 4º element...

People change and Relatio...