Domingo, 13 de Junho de 2010
O 4º elemento do meu trio_4ºC e 5ºC

Obrigada pelos comentários...hoje deixo-vos 2 capítulos:)

 Ai ai...férias...bem vindas pq Lisboa aqui vou eu...mal vindas...porque os amigos deixam saudades...:) E desculpem, demorar tanto a postar, mas quando começarem as férias vou tentar postar + xD

Aqui têm:

 

Tom- não estava a espera que me viesses ver.

Os nossos olhares que até a pouco estavam cruzados, ja não estavam mais apesar de ele continuar a olhar para mim como quem procura uma resposta eu olhava pela janela a procura de uma solução para aquilo tudo.

 Permanecemos em silencio uns meros 2 minutos até que largo a sua mão que até a pouco estava agarrada a minha e tiro do bolso o lenço com o seu nome decorado.

 Eu- está sujo de sangue mas não o pude lavar porque tive de fugir dali, agora tenho de voltar.

 Pousei o lenço na mesinha de cabeceira ao lado da sua cama e quando me preparava para me ir embora ele puxa-me.

Tom- fica. Quero falar contigo.

Eu- não te estiques, já vi que estás bem, apesar de não me interessar muito, estás bem. Xau.

 Tentei soltar a minha mão da dele mas ele parecia determinado a fazer-me ficar.

Tom- só quero falar contigo.

Eu- mas tu queres morrer?? Já tentei matar-te uma vez, queres que tente mais uma??

Tom- porque??

Eu- não deixo que ninguem se meta na minha vida.

Tom- porque??

Eu- olha já falei de mais. Chega, vou-me embora.

Tom- diz-me pelo menos o teu nome.

Eu- Kryxttina.

Tom- *nome lindo* vais voltar para aquele lugar??

Eu- não. Vou para uma mansão em Cuba, nadar em dinheiro e contratar um sniper para dar cabo de ti.- disse com um sorriso na cara.

Tom- epah, será que podes dizer-me alguma coisa sem ser ironias.

Eu- posso.

Tom- a sério??

Eu- não.

Tom- porque que és assim comigo??

Eu- incomoda-te??

Tom- muito.

Eu- azar.

Tom- gosto de ti.

Eu- azar eu não. Bem vou me embora.

Tom- não deixo.

Eu- eu já te expliquei que as coisas comigo não funcionam assim.

Peguei na cut e pus-lhe perto do seu pescoço.

Eu- eu mando e tu obedeces, caso contrário habilitas-te a ganhar um passe para o cimitério.

Largou a minha mão e eu guardei a cut.

Quando estava a sair do quarto ele chamou-me:

-Kryxttina.

Eu- sim.

Tom- foi bom teres-me vindo visitar.

Olhei para ele com cara de expanto.

Eu- podes chamar a polícia e denunciar-me sabes. Afinal, tentei matar-te.

Ele sorriu.

Eu- *que sorriso lindo*

Tom- quero-te.

Eu- eu também.- ele exibiu um sorriso ainda maior.- longe de mim.- completei a frase deixando-o de boca aberta.

 Saí daquela clínica sem que ninguem desse por isso e voltei para o sítio onde estava internada, felizmente ninguem tinha dado pela minha fuga, e também não deram conta do meu regresso.

 

Capítulo 5;

 Sentei-me no chão e pus-me a ouvir música, mas propriamente "one of this girls" da Avril Lavigne.

 Não parava de pensar no que se tinha passado, pensar nele, mas de certeza que era mais um menino rico que só se importa com as opiniões dos outros. Só de pensar nisso enchi-me de raiva por dentro, peguei na cut e comecei a auto-mutilar-me. Nunca me tinha auto-mutilado na cara , não sei porque mas não achava que era um sítio para se cortar, cortei-me pela primeira vez no pescoço, mas como tinha sido a primeira vez que o tinha feito o corte não foi muito profundo, mas mesmo assim a perda daquele sangue foi suficiente para me fazer desmaiar.

 Acordei algumas horas depois mas não no quarto onde estava internada achei estranho, muito estranho, olhei em volta e só depois me apercebi que estava numa clínica. Mas que raio estou eu a fazer numa clínica. Os meus pensamentos foram interrompidos por um médico que entrou no quarto.

 Médico- vejo que a menina já acordou.

 Eu- não, tou a dormir.

 Médico- bem, sabe porque está aqui??

 Eu- mas o médico não é o senhor nem nada??

 Médico- bem- disse arranjando os bigodes- a jovem perdeu muito sangue e desmaiou.

 Eu- e...

 Médico- e parece que um dos seguranças de onde está internada decidiu ir ver se estava tudo bem, por motivo desconhecido e como a encontrou desmaiada e coberta por muito sangue decidiu traze-la para qui.

 Eu- parabéns para ele, eu agora vou me embora, tenha um mau dia.

Preparava-me para me levantar da cama, mas o médico impediu-me.

 Eu- então??

 Médico- aconselhamos que fique aqui mais um dia.

 Eu- o senhor não percebeu. Eu...quero...ir me...embora.-disse devagar como se tivesse a falar com um puto de 5 anos.

 Médico-não se preocupe que quem paga é um jovem muito simpático.

 Eu- ai o caralho, assim não vamos longe.

 Pus a mão no bolso a procura do lenço que guarda a cut e não encontro cut nenhuma.

 Médico- está a procura disto.- disse apontando para a cut que estava na sua mão.

 Eu- caso não saiba isso é meu.

 Médico- sim mas se a quiser ter inteira de novo vai ficar aqui internada um dia. Amanhã tem alta menina acalme-se.

 Eu- quem se vai acalmar é o senhor porra.

 Médico- ai ai os jovens de agora.

 Eu- ai ai os anormais de agora.

 Médico- se quer saber...

 Interrompi-o.

 Eu- não quero.

 Médico- aconselhava-a a não cortar-se.

 Eu- libertar-me. Mas só para que saiba, eu faço o que me apetecer e o que me der na gana.

 Médico- a menina é que sabe.

 Eu- pois sei. Mas quem é que me está a pagar a clínica??

 Médico- já lhe disse. Um jovem muito simpático.

 Eu- *Deus dai-me paciencia com este abstronso*  Mas quem é esse jovem simpático??

 O médico abriu a porta e fez sinal para alguem entrar. Quando ele entrou não quis acreditar, era mesmo ele...

Era o Tom.

 Médico- vou deixar-vos a sós. Menina o seu ipod está comigo, amanha puderá reave-lo juntamente com o seu objecto cortante.

E saiu deixando-me no quarto sozinha com o Tom.

 Eu- tu??

A minha cara de expanto era deveras cómica.

 Tom- olá também para ti.

 Eu- o que fazes aqui?? Como sabias que estava aqui?? O que queres de mim?? E porque que estás a pagar está clínica?? Porque??

 Tom- não sei bem...o que fasso aqui?? Só queria saber se estavas bem. Como sabia que estavas aqui?? Porque fui eu que mandei o segurança trazer-te para uma clínica. O que quero de ti?? Até te respondia se soubesse.

 Eu- espera, espera. Como sabias que estava desmaiada. Meu explica-te.

 Tom- tive alta pouco depois de tu saires e queria conversar contigo, *precisa de te ver*, e decidi ir a sítio onde estavas internada, quando lá cheguei fui directo ao teu quarto, mas mal entrei vi-te caida no chão com um corte no pescoço e sangue a tua volta, gritei por ajuda e o segurança entrou, pegou-te ao colo e fomos para o meu carro, eu ia a conduzir e ele ia atrás contigo, e trouxemos-te para a clínica.

 Eu- uou. Porque que me trouxes-te para o clínica?? Até parece que te preocupas comigo.-disse a ultima frase em tom de gozo.

 Tom- e preocupo-me.

Fiquei expantanda com a resposta dele, não é suposto preocuparmo-nos com pessoas que não conhecemos.

 Eu- eu não te posso devolver o dinheiro que estás a gastar nesta clínica.

 Tom- não te pedi que o fizesses. Paguei a clínica de livre expontanea vontade. Ninguem me pediu, ninguém me obrigou.

 Chegou-se perto de mim para me fazer uma festa na cara, mas eu rapidamente virei a mesma.

 Eu- não me toques.- disse friamente.

 Tom- não deixas que ninguem se aproxime de ti, é por isso que não tens amigos -fez uma pausa- calculo que não tenhas pois se tivesses de certo não estarias internada naquele sítio.

 Eu- não te pedi amigos. Mas vou pedir-te que me deixes em paz.

 Tom- e eu vou pedir-te que confies em mim.

 Eu- o que viste em mim?? Não deve ser normal ajudares qualquer rapariga.

 Tom- o mesmo que tu em mim.

 

--'--'--'--'--'--'--'--'--'--'--'--'--'--'--'--'--'--'--'--'

Frase do dia: Dizem que os meus olhos estão tristes, se realmente o estão, eu sei a razão, eles reflectem a tristeza de eu estar sem ti.

 


sinto-me: Saudades do que se passou x.x
música: Don't speak - No doubt

publicado por Chinesa11 às 00:18
link do post | comentar | favorito
|

6 comentários:
De pαtrýciαtk. ♥ a 13 de Junho de 2010 às 12:15
Oláá.
mas ela manda cá uma lata , ainda foi para o hospital e ameaçou-o outra vez com a cut .__. , a sério -.-'
ele foi bem querido em ter-lhe pagado a clinica , depois de tudo o que ela lhe fez :x
enfim ... quero mais*
- beijinho. :)


De tutti a 13 de Junho de 2010 às 23:26
aiaiaia estou tao ansiosa pelas ferias! quero taaaanto estar contigo outra vez Dani, fogoooo, foi tao bom quando disseste que sempre vinhas :) saudade é tantaaaaa!!! adoro-te


De Eidy a 16 de Junho de 2010 às 12:40
Ok... ele quer ajuda la e ela trata o assim... também é um pouco compriencivel... elaa já passou por momentos que a fizeram ser assim tipo iceberg
estou a amar....
mais sinhe??????
Küss


De Mini Tom a 19 de Junho de 2010 às 16:50
Hallo

queriamos te pedir a ti, fan dos Tokio Hotel (ou não), se nos podes ajudar na luta ao sonho da Mini Tom (Carina).

visita http://minitom.blogs.sapo.pt e participa no blog como sinal do teu apoio.

POR FAVOR AJUDA NOS NA LUTA AO SONHO DA "NOSSA" MENINA!!

Passa a Mensagem sff


De JezzTH a 14 de Agosto de 2010 às 17:56
Gostei mesmo destes dois capitulos, expressaste-te muito bem, e as reacçoes do Tom, estao muito fixe.


De Miss Xaphania a 27 de Agosto de 2010 às 12:06
Oh! Ele é tão querido e ele é tão fria com ele... Ela tem de mudar...


Comentar post

mais sobre mim
Daniela Sousa

Sou uma gaja com o nome no B.I Daniela Sousa…mas que tem 1a panca pelo nome Kryx!  As vezes gostava de ser criança para sempre…não ter que tomar decisões…não ter de fazer escolhas…não ter perder amigos…não ter de sentir saudades…não ter de odiar people parvo…as vezes gostava que pudesse ser criança ih adulta quando me desse na “telha” mas a vida não é assim….por isso tudo o q aprendi devo aos amiigos ih a família…Obrigada!~A amizade é como o vidro…frágil!  Algumas verdades magoam mas as vezes é preciso ouvi-las, e difícil dize-las! Confiança não é algo que se pede é algo que se conquista!    O amor é como um enigma difícil de resolve-lo, fácil de complica-lo! Magoar é fácil, perdoar é difícil!  Mais difícil do que dizer amo-te é realmente senti-lo! Deixares-te levar é fácil, dizer não é complicado!Apontas-me o dedo por ser diferente eu agradeço-te por seres igual

posts recentes

O 4º elemento do meu trio...

O 4º elemento do meu trio...

O 4º elemento do meu trio...

O 4º elemento do meu trio...

O 4º elemento do meu trio...

O 4º elemento do meu trio...

O 4º elemento do meu trio...

O 4º elemento do meu trio...

O 4º elemento do meu trio...

O 4º elemento do meu trio...

O 4º elemento do meu trio...

O 4º elemento do meu trio...

O 4º elemento do meu trio...

O 4º elemento do meu trio...

O 4º elemento do meu trio...

O 4º elemento do meu trio...

O 4º elemento do meu trio...

O 4º elemento do meu trio...

O 4º elemento do meu trio...

O 4º elemento do meu trio...

O 4º elemento do meu trio...

O 4º elemento do meu trio...

O 4º elemento do meu trio...

O 4º elemento do meu trio...

O 4º elemento do meu trio...

O 4º elemento do meu trio...

O 4º elemento do meu trio...

O 4º elemento do meu trio...

I'm Back (L) O 4º element...

People change and Relatio...