Segunda-feira, 25 de Outubro de 2010
O 4º elemento do meu trio_30ºC

Tou taoo feliz hoje, pq choveu e eu tive a chuva+.+ Eu e o meu melhor amigo ja nos falamos, ja nao somos melhrs amigos mas só d saber q ele se qer voltar a aproximar de mim, pronto, tou msmo bem disposta hoje +.+ E como ja tnho pc outra vez, vou tentar postar dia sim dia nao ! Obrigada por comentarem :D

 

 Tom- o que foi Bill??

Bill- lalala eu tenho meet greets...3...

Tom- a sério?? Ai que emocionante.- disse irónicamente.

 Eu- que fix.

Tom- eu não vou.

Bill- anda lá Tommy.

Tom- chamas-me Tommy mais uma vez e ficas sem os dois dentes da frente.

 Eu- por favor Tom, vem connosco.

Tom- ok, eu vou.

Eu- ai eu vou ver o Chester.

Tom- repete lá.

Eu- adoro a voz dele.

 Bill- já não gostas da minha voz...-disse fazendo uma carinha tristinha.

Eu- Bill a tua voz para mim é a melhor, mas também gosto muito da voz do Chaz.

Tom- Chaz??

Eu- diminutivo de Chester, ai esquece Tom. Vamos??

Tom/Bill- 'bora.

Fomos até lá...e fomos o último grupo a entrar...eramos só nos os 3.

Eu- ahhh, tou tão feliz, vou conhece-los.

Bill- acalma-te rapariga.

Eu- estou calma.

Tom- chegou a nossa vez, 'bora lá.

Entramos no camarin deles, o Bill pediu um autógrafo a todos e depois ficou a conversar com o Rob, o Tom ficou a conversar sobre guitarras com o Mike, e eu pedi um autógrafo a todos, e em último pedi um autógrafo ao Chester.

Chester- então gostas da banda??

Eu- ya, gosto de um monte de músicas vossas.

Chester- és fã da banda??

 Eu- nem por isso...mas adoro a vossa música.

 Chester- e quais são as músicas que mais gostas nossas??

Eu- "crawling", "in the end", "a place for my head", "in pieces", "we mad it" e "Valentine's day".

Chester- ainda não me disses-te o teu nome!!

Eu- Kryxttina Sofia, mas podes tratar-me por Kryx.

 Chester- ok, Kryx.

O Tom veio ter connosco.

Tom- é melhor irmos para casa...

Eu- ok.

Chester- querem boleia??

Tom- não é preciso, obrigada.

 Eu-*nós tinhamos vindo de taxi, apanhar um taxi a essas horas ia ser complicado*

Tom- epah tou cheio de fome, Bill 'bora pa casa.

Bill- ya ya.

Chester- trouxeram carro??

Eu- não, vamos voltar de taxi.

Mike- nada disso, nós levamo-vos.

Eu/Tom/Bill- ok, obrigada.

E lá fomos, eu passei a viagem toda a conversar com o Chester, ele é super simpático. Bem, o Bill endicou-lhes o caminho para nossa casa e rapidamente chegamos.

Tom- bem é aqui obrigada.

Eu/Bill- obrigada.

Linkin Park- de nada.

 Saimos todos do carro, estavamos a porta de casa quando...

Chester- Kryx.- saiu do carro também e veio ter comigo.

 Eu- sim??

Chester- já sei onde é a tua casa...posso vir visitar-te??

Eu- claro Chester.

Chester- trata-me por Chaz por favor.

Eu- ok Chaz.

 Chester- então até um dia.

Eu- até um dia Chaz. Adorei conhecer-te.

Chester- também eu.- deu-me dois beijinhos e encaminhou-se para o carro.

Mas antes d'ele entrar...

Eu- Chaz...

Chester- sim??

 Eu- tens uma voz maravilhosa.

Chester- obrigada linda.- mandou-me um beijo com a mão, entrou no carro e eles foram-se embora. Quando entramos em casa estava a Simone e a Priscila sentados no sofá a verem televisão.

Simone- Bill...

Bill- já estou a ir po meu quarto de castigo.

Simone- não filho espera, desculpa ter-te batido na cara e a forma que falei contigo. Não quero que te chateies comigo filho.- chegou-se perto dele- perdoa-me filho.

Bill- claro mãe.

Abraçaram-se. Quando se separaram a Simone voltou a sentar-se no sofá.

Simone- filha a Priscila vai ter de dormir contigo não te importas??

Eu- não, claro que não Simone.*agora vou ter de dormir com aquela gaja.*

Bill- bem, vou dormir. Xau mãe.

Eu- eu também estou cansada. Xau Simone, xau Priscila.

Tom- eu também. Xau mãe, xau Pri.

Priscila- xau, já vou dormir daqui a nada também.

Simone- xau meninos.

Eu, o Tom e o Bill subimos, fui ao quarto de banho e vesti lá a minha camisa de noite, quando cheguei ao quarto, o Bill já estava deitado na sua cama e o Tom sentado na minha, só de boxers.

Eu- Tom vais dormir assim??*ai que corpo, só me apetece passear a minha mão por ele*

Tom- sim, porquê? Incomoda-te?? Dito isso encostou-me a parede e beijou-me, afastei-o delicadamente e olhei para o chão.

Eu- Tom se me amas, não me voltes a fazer isso.

Tom- eu vou provar-te que te amo, e que mereço estar contigo, bébé.- fez-me uma festa na cara.- mas agora temos um assunto pendente a tratar não achas??

Eu- qual??

Tom- objecto cortante e cigarros.

 Eu- ok, vamos tratar disso.

O Tom tirou uma chave de debaixo do bliche e abriu a última gaveta da mesinha de cabeceira. De dentro dela tirou uma caixa, tirou um maço de cigarros de cima da mesinha de cabeceira e colocou lá. Peguei no lenço que agora estava amarrado a minha camisa de noite e de dentro dele tirei a cut. Que vontade que senti de me auto-mutilar...mas não podia...não agora...não depois do que lhe prometi na clínica. Peguei na cut e coloquei-a na caixa, ele fechou a caixa. Pos a caixa na gaveta da mesinha de cabeceira e trancou-a. Voltou a por a chave debaixo do bliche. Abraçamo-nos.

Eu- obrigada Tom.

Tom- obrigada Kryxttina...amo-te tanto.

Eu- eu também Tom, muito mesmo.*tenho de quebrar esse abraço, eles está semi-nu e o corpo dele está muito próximo do meu, não posso trair o Andreas...* Separei-me dele. Nesse momento a Priscila entra. Deitei-me na cama e ela deitou-se ao meu lado. O Tom deitou-se na sua cama no bliche, e de seguida eu acabei por adormecer. Acordei a meio da noite com barulhos...

Eu- fodex tava a tentar dormir- quando vejo o Tom e a Priscila a comerem_se.- ok.

Tom- Kryxttina eu...

Eu- boa noite. Virei-me para o lado e tentei dormir. Aquela imagem vinha-me a cabeça, mas eu tinha de tentar dormir, deixei de ouvir barulhos, devem ter acabado de se divertir, deixei-me adormecer. No dia seguinte acordei e a Priscila estava a dormir ao lado do Tom...

Eu-*que raiva daquela Puta de Merda*

 

Ps. Olá, desculpem pela ausencia e pelo estado em que o capitulo se encontrava, mas eu vinha ao sapo todos os dias e nao consegui por o capítulo em condiçoes, amanha posto outro visto que vcs ja leram esse. Só que como tava meiio confuso deciidi arranja-lo agr q ja consigo !

Obrigada e beijinhos

 


sinto-me: Partner Bruno@ | Choveu@
música: unconditional love-Plain white

publicado por Chinesa11 às 16:51
link do post | comentar | ver comentários (11) | favorito
|

Quinta-feira, 7 de Outubro de 2010
O 4º elemento do meu trio_29ºC

Olá, n tnho muito a dizer x.x só tou a postar pk tou as escondidas no pc :P

Aqi vai :

 

Eu- Bill, mano tem calma...
Bill- calma?? Aquela cabra faz com que eu perca toda a calma que eu tenho.
 Eu- mano tu não és assim.
Bill- ela faz com que mude, mana eu não a suporto.
 Nesse momento a Simone, o Tom e a Priscila sentaram-se na mesa...a Simone numa das cabeceiras, o Tom à minha esquerda, o Bill estava sentado à minha direita, e a Priscila ao lado do Bill.
 Bill- porra aqui o ar está irrespiravel.
 O Bill levantou-se e foi-se sentar a frente de mim.
Bill- bom apetite.
Eu- obrigada mano.
Tom/Simone- obrigada.
Priscila- bom apetite Bill.
Bill- qual foi o veneno que puses-te na comida oh sua cobra??
Priscila- estrequinina.
Eu-*isto é o nome de um veneno...fix*
Bill- estrequistúpida.
Simone- Chega!! Bill pro quarto de castigo.
Bill- mãe eu já não sou uma criança.
Simone- mas estás a portar-te como tal!! Bill pro quarto já.
Priscila- para o quarto menino...
Bill- cala-te sua puta deslavada.
 A Simone deu-lhe um estalo.
Bill- desculpa Kryxttina, desculpa Tom mas eu vou-me embora.
Tom- mano, espera.
 O Bill encaminhou-se para a porta.
Tom- mãe desculpa, mas vou ter com ele. Kryxttina acho que ele quer falar contigo também.
Eu- ok.
Simone- vou para o meu quarto.
 Ela subiu para o quarto e eu e o Tom encaminhamo-nos para a porta pela qual o Bill já havia saido.
Priscila- e eu fico aqui sozinha??
 Quando estavamos na porta, já do lado de fora, mas antes de o Tom a fechar disse para a Priscila:
- não. Ficas com a avozinha.
 Encontramos o Bill na esplanada do outro dia, sentado numa mesa a fumar.
Eu- mano.
Bill- olá Kryxttina, olá Tom.
Tom- podemos nos sentar??
Bill- claro.
Eu- *o Bill tá com uma cara abatida.*
 Sentamo-nos.
Bill- a mãe não tinha o direito de me bater. Porra ela bateu-me na cara.
Tom- é sempre um inferno quando a Priscila está lá em casa. Mas hoje foi demais.
Bill- não a suporto.
Tom- eu também não.
Eu- parecias gostar dela para a tares a beijar.
Tom- ela é bwe'da boa.
Eu- esquece.
Tom- não foi isso que eu quis...
Eu- esquece.
Bill- ela é tão patricinha.
Eu- hey mano, deixa lá.
Bill- pelo lado bom da coisa: agora já não precisamos de a levar.
Tom- nem mais.
Eu- Bill disses-te tudo mano.
 Bill- vou ligar ao Andreas, para perguntar se ele quer ir connnosco.
 Ele lá ligou ao Andreas e passado 5 minutos desligou o telefone.
Eu- então??
Bill- ele não pode vir, os pais chegam hoje e ele tem de tar em casa para os receber.
Tom- então vamos deixar o bilhete a porta de nossa casa e se a Priscila quiser que vá sozinha.
Bill- ok.
 Fizemos isso e depois rumamos para o concerto.
 O concerto foi simplesmente maravilhoso...quando acabou:
Eu- então vamos embora??
Bill- tenho uma surpresa para vocês...

 

Desculpem x.x 


sinto-me: Too much for only 1 day !
música: CrushCrushCrush Paramore

publicado por Chinesa11 às 23:11
link do post | comentar | ver comentários (6) | favorito
|

Quarta-feira, 22 de Setembro de 2010
O 4º elemento do meu trio_26º, 27º e 28ºC

 Eu andei sem postar uns dias pq a minha fic tá no ipod e como nao tou em casa nao tenho q liga o ipod ao pc, mas hoje pedi o cabo a uma amiga e vou passar a fic po pc... O meu sincero pedido de desculpas, e espero q estes 3 capítulos compensem a minha ausência de posts !

 

...mas eu rapidamente tirei-as.
Eu- Andreas não...desculpa.
Andreas- tudo bem. Boa noite amor.
Eu- boa noite liebe.
 Virei-me de costas para ele e ele abraçou-me a barriga, puxando-me para ele e beijou-me o pescoço.
Andreas- amo-te tanto bébé, não sabes o que me custou ver-te a beijar o Tom.
Eu- tu mesmo o disses-te, foi só um jogo. Gosto muito de ti Andreas.
Andreas- eu amo-te.
Eu- boa noite.
Andreas- boa noite linda.
 Deu-me mais um beijo e deixamo-nos adormecer.
No dia seguinte acordei e quando olhei para o lado ele já não estava lá. Levantei-me, esfreguei os olhos e desci até a cozinha, onde o encontrei...a ele e ao resto do pessoal.
 Eu- bom dia.- disse com um sorriso na cara.
Todos- olá.
 Andreas- bom dia amor.- chegou-se perto de mim, agarrou-me a cintura e beijou-me.
Gustav- vejo que a noite foi divertida...
Bill- eu acho que ouvi uns barulhitos durante a noite...
Tom- eu não ouvi nada.
 Andreas- calem-se.
Eu- vocês são cá uns cuscos...- beijei o Andreas.
Gustav- posso ser o padrinho de casamento??
Tom- a Kryxttina só tem 13 anos. Gustav acorda pa vida pah.
Eu- o Tom tem razão.
Bill- Tom e Kryxttina a minha mãe ligou-me a dizer que temos de ir para casa antes do almoço.
Tom- e então porquê??
Bill- porque a prima vai lá: almoçar, jantar e dormir.
Tom- aquela betinha?? Que andava sempre de totós??
Bill- yap.
Tom- que seca. Vão ser duas noites sem porra de diversão.
Eu- oh Tom acalma as hormonas sim??
Tom- epah tu acalmas-te as tuas ontem.*não era bem isso que eu queria dizer*

 

27ºC

 

Cheguei-me ao pé dele e enfiei-lhe um estalo, ele ficou com a mão na cara.
Eu- eu ontem não fiz nada com o Andreas, Tom. E se tivesse feito tu não tens puta de nada a ver com isso.
Andreas- Kryxttina...
Eu- sim.
Andreas- nada, deixa lá.
Eu- Bill, vamos??
Bill- ya. Tom vamos.
Tom- vamos.- respondeu amuado.
 Dei dois beijinhos ao Gustav e dei um beijo na boca ao Andreas, mas quando me estava a ir embora ele puxou-me e encostou-me a parede, pondo as suas mãos dentro da minha blusa e beijando-me ardentemente, quando interrompemos esse beijo ele começou a dar-me pequenos beijos pelo pescoço.
Bill- epah vamos??- gritou da porta para que eu ouvisse.
Eu- sim, mano, já vou.- beijei o Andreas- tenho de ir lindo.
 Ele deu-me um linguado e depois acompanhou-me até a porta. Quando chegamos a porta ele deu-me um beijo e eu entrei no carro.
Tom- olha Kryxttina tu tens 13 anos, não tens idade para tares a fazer esse tipo de coisas.
 Já iamos os 3 a caminho de casa.
Eu- eu faço o que quiser e o que bem me apetecer.
Bill- e que tal ficarem um dia sem descutirem??
Eu- foi ele que começou Bill.
Tom- foi ela que acabou Bill.
Bill- chega!! Porra parem de se comportar como putos. Notasse a quilometros que vocês os dois se amam mas se gostam de se fazer sofrer, sofram a vontade mas não me lixem nem me metam no meio disso.
Eu/Tom- desculpa Bill.
 E ficamos amuados o resto do caminho. Quando chegamos a casa, comprimentamos a Simone que estava na sala a ver televisão e ficamos ali com ela.
Eu- eu vou só tomar um banho e mudar de roupa. 'té já,
Simone- vai lá minha filha, que depois quero apresentar-te a tua prima...
Eu- prima deles.-disse entre dentes.
 Subi, tomei um banho e quando voltei ao quarto para me vesti(estava enrolada numa toalha) estava o Tom deitado na minha cama a olhar especado para mim.

Eu- Tom podes sair para eu me vestir por favor??
Tom- não.
Eu- e aonde é que eu me vou vestir??
Tom- no quarto de banho.
Eu- está todo molhado, vou molhar a minha roupa toda, e depois tá muito calor lá, e está lá a empregada a limpar aquilo.
Tom- então veste-te aqui.
 Ouvimos a porta do quarto de banho bater e a chave a rodar. (O quarto de banho ficava muito perto do quarto.)
Eu- contigo aí??*boa agora mesmo não posso vestir no quarto de banho*
Tom- eu daqui não saio.
Eu- ai Tom tu és tão irritante. Mas vamos ver quem leva a melhor.
Tom- vamos lá.
 Fui até ao guarda-fato e tirei de lá umas calças jeans largas, uma blusa preta com um coração vermelho, uma gravata preta com riscas vermelhas. Dirigi-me a sapateira e tirei umas all stars. Fui até a gaveta da mesinha de cabeceira perto da minha cama e tirei umas meias, um sutiã e umas boxers.
Tom- u lala.
Eu- cala-te já.
 Coloquei tudo em cima da cama, agora é que iam ser elas, como é que me ia vestir, com ele especado a olhar para mim...comecei por vestir por baixo da toalha as boxers.
Tom- boa jogada.
 Sorri-lhe. Virei-me de costas para ele e pus o sutiã por cima da toalha. Vesti as calças por baixo da toalha e depois tirei a toalha para vestir a camisola, mas sem que desse conta quando me virei para trás ele já lá estava a olhar para mim, agarrou-me e o meu corpo ficou "colado" ao dele. Olhou para o meu peito e sorriu perversamente.
 Eu- para onde estás a olhar??
Tom- para o belo par de...
 Eu- acabas a frase e levas um estalo.
 O Tom engoliu um seco, já tinha levado um estalo meu hoje e acho que já deve ter dado para perceber que tenho alguma força.
 Eu- agora larga-me.
 Tom- e se não o fizer??
 Eu- eu grito, e digo que me estás a assediar.
 Tom- não eras capaz.
 Preparei-me para gritar mas ele tapou-me a boca com a mão.
 Tom- ok, ok, eu largo-te.
 Eu- óptimo.
Largou-me. Vesti a blusa e pus a gravata.
 Eu- ajuda-me a dar o nó na gravata.
 Tom- e o por favor??
 Eu- é uma ordem.
 Tom- gosto delas bravas.
 Eu- ajuda-me.
 Deu-me o nó na gravata mas quando estava a apertar bem o nó caimos os dois na minha cama, ficando ele por cima de mim. Os seus lábios procuravam os meus e quase se tocaram mas eu desviei a cara.
 Eu- assim fica muito difícil conter-me.
 Tom- é essa a ideia.
 Eu- se me amas não me faças isso.
 Tom- o quê??
 Eu- eu estou a namorar com o Andreas. Se me amas não faças com que o traia por favor.
 Abanou a cabeça e saiu de cima de mim. Olhou-me uma última vez e eu desviei o olhar, de seguida saiu do quarto.
 Eu-*fiz a coisa acertada...coisa acertada*
Calcei-me, pentiei o cabelo e desci...quando cheguei a sala qual não foi o meu espanto ao ver...

 

28ºC

 

Ao ver uma gaja e o Tom aos altos beijos. Era uma gaja de cabelos castanhos, alta, morena, com uma saia rosa, um top rosa, um casaco rosa e umas chinelinhas rosas, tanto rosa que já enjoava. Bonita, mas era patricinha demais para o Tom...o Tom logo que me viu parou de a beijar e encaminhou-se para perto de mim de mãos dadas com a tal rapariga.
 Tom- olá Kryxttina, esta é a minha prima. Priscila esta é a minha...
 Eu- irmã. Olá Priscila.- comprimentei-a com 2 beijinhos na bochecha.
 Priscila- oi. Prazer.
 Eu-*todo teu filha, todo teu* ok, Tom o Bill??
 Priscila- irmãos por afinidade não??
 Eu- sim.
 Tom- porque que queres saber do meu irmão??
 Eu- porque preciso de falar com ele sobre um assunto...
 Tom- podes dizer-me e eu digo-lhe.
 Eu- é pessoal, é entre mim e o Bill e não precisamos de intermediários filho.
 Priscila- deixa-os Tom, eles são jovens que se divirtam.* tava tão bem com o Tom, essa cabra veio aqui fazer o quê??*
 Eu- pois é, Tom ouve a tua...prima...
 Priscila- e namorada.
 Tom-*namorada o tanas*
 Eu- pois é, desculpa.
 Priscila- não há problema.
 Eu- bem eu vou à procura do Bill então,'te já.
 Priscila- 'te já.
 Tom- xau.
Estava a ir para a cozinha quando o Bill entra em casa, porta a dentro todo feliz.
 Priscila- ola gayzinho.
 Bill- olá patricinha sem maneiras.
 Eu- uou. Vocês dão-se mesmo bem...
 Priscila- nem parece irmão do Tom...
 Bill- nem parece ser da minha família...
 Eu- mano precisava de falar contigo.
 Tom- fala.- disse e depois pôs-se a minha frente.
 Fui ter com o Bill e depois virei-me para o Tom.
 Eu- não era contigo. Continua o que estavas a fazer.
 Bill- queres ir para o quarto??
 Eu- yh.
 Tom- antes de irem, porque que entras-te todo feliz em casa??
Bill- consegui 4 bilhetes para o concerto dos Linkin Park, o concerto é hoje a noite.
 Priscila- não os suporto, mas vou só para fazer companhia ao meu Tom.- disse aproximando-se do Tom e em seguida beijou-o.
 Bill- mas eu não te convidei. Nenhum desses 4 bilhetes é para ti.
 Priscila fez um ar muito ofendido.
 Priscila- vou dizer a tua mãe que me andas a tratar mal, Bill.
 Bill- à vontade.
A Priscila saiu da sala em direcção a cozinha.
 Tom- então compras-te para quem??
 Bill- para mim, para ti, para a Kryxttina e para o Andreas.
 Eu- quer dizer que eu vou ver os Linkin Park??
 Bill- gostas deles??
 Eu- simplesmente adoro-os. Quer dizer não tanto como adoro os Th né, mas adoro as músicas deles!!
 Bill- ainda bem maninha, vamos todos hoje.
 Tom- tás a ser injusto Bill, vais convidar o Andreas e não convidas nem o Gustav nem o George.
 Bill- nem o Gustav nem o George gostam dos Linkin Park, e o Andreas adora-os, agora ve lá se paras com as cenas de ciumes...
 Tom- eu com ciumes do Andreas??
 Bill- sim, do Andreas e da Kryxttina.
Eu- hallo.- disse abanando a mão em forma de chamada de atenção- eu tou aqui.
 A Simone saiu da cozinha com a Priscila ao lado.
Simone- Bill pára de tratar mal a tua prima.
 Priscila- a Kryxttina e o Tom tratam-me bem o Bill é que não.
Eu- *o Tom trata-te bem a comer-te*
Bill- mãe, eu tenho 4 bilhetes para um concerto hoje dos Linkin Park e só porque nenhum é para ela é que ela está a fazer essa cena toda.
Simone- Bill e porque que não podes levar a tua prima??
Bill- porque: um é para mim , outro para a Kryxttina, outro para o Tom e outro para o Andreas.
Simone- então não leves o Andreas e leva a tua prima. Bill o Andreas pode ir com vocês a muitos outros concertos, a tua prima só está cá hoje.
Eu- Bill podes dar o meu bilhete a tua prima eu não me importo.
Priscila- vês?? Está resolvido.
Bill- nem penses. Tu disses-te que gostavas deles.
Eu- deixa lá, não deve ser o último concerto deles aqui em Leipzing.
Bill- tu vais e a Priscila não.
Simone- vão as duas. Bill convidas o Andreas outro dia. A tua prima é da família e o Andreas é só teu amigo.
Eu- eu também não sou da família por isso é que digo que ela merece ficar com o meu bilhete. A sério, não me importo.
Bill- Kryxttina, tu és da família, muito mais do que essa Priscila que dizem que é minha prima e é mais uma bruxa viciada em rosa do que outra coisa. E ainda por cima só quer ir ao concerto para comer o Tom.
Simone- BILL KAULITZ QUE MODOS SÃO ESSES??
BIll- desculpa mãe.
Simone- a tua prima vai convosco e ponto final. Vão: tu Bill, o Tom, a Kryxttina e a Priscila, se não ficam todos em casa.
Bill- então fico em casa.
Eu- Bill, não faças isso.
Bill- só vou por causa da Kryxttina e porque nós os dois gostamos muito dos Linkin Park. Kryxttina vamos para o meu quarto conversar??
Eu- ya.
Priscila- eu também vou.
Bill- são assuntos pessoas. Tom vem também...E TU PRISCILA NÃO PONHAS OS PÉS NO MEU QUARTO- gritou-lhe.
Simone- vamos todos para mesa para almoçar-mos e Bill se tu não começas a tratar melhor a tua prima ficas de castigo.
Bill- que sa lixe.
 O Bill saiu da sala e foi até a sala de jantar e sentou-se na mesa. Segui-o.

 

Uma frase: Foste 30 de Fevereiro de um ano por inventar !


sinto-me: Amanha xegas!DoIStillL.You?

publicado por Chinesa11 às 20:31
link do post | comentar | ver comentários (6) | favorito
|

Quinta-feira, 9 de Setembro de 2010
O 4º elemento do meu trio_24º e 25º C

 Olááá meninas +.+

Tou msmo feliz +.+

 E peço desculpas por esse tempo sem postar, mas é complicado pk só tnho net num pc e é no pc do meu irmao e quando tou em casa ele tb tá e tá sempre a utilizar -.-' Hoje ele saiu e eu nao, por isso aproveitei... OBrigada msmo por terem comentado...

 Parte do meu sorriso deve-se a voces !

E desculpem se perdi algum capítulo das vossas fics-.-' Vou tentar le-los ainda hoje...

 Desculpas a Jezz, qeria msmo ter estado ctg...e sim isso nao vai mudar nd a nossa amizade, pelo menos da minha parte, pq continuo a gostar muito de ti !

 Ontem a noite+.+ Bairro Alto+.+ M.A+.+ e another amiga xD

 

E ficam 2 capítulos:

 

Tom- como irmã mãe, claro que a amo.
 Simone- pensei noutra coisa deixem lá.
 Acabamos de almoçar todos e fomos as compras...compramos de tudo...
 Acabamos as compras por volta das 18 horas...
Tom- podemos ir jantar fora??
Bill- convidamos a mãe para vir connnosco??
Tom- sabes que ela não vai querer vir...
Bill- ok...podemos ligar ao Andreas para vir connosco...
Eu- ya.
Tom- façam o que quiserem.
Eu- se calhar eu fico em casa. *se calhar assim o Tom já goste da ideia do Andreas ir, não quero que fique um mau ambiente entre eles por minha causa*
Tom- tu vens, ele é que não.
Bill- Tom.
Tom- então olha não vou eu.
 Bill- Tom estás a ser infantil...
Tom- tá bem eu vou, mas depois se eu ficar o jantar todo calado não me chateiem.
 Eu- ok, Tom, ganhas-te, não convidamos o Andreas...deixa lá Bill.
Bill- não Kryxttina, o Tom está a ser muito mimado.
Tom- não estou a ser mimado simplesmente não gosto de ver a rapariga que amo com outro.
Bill- acostuma-te Tom.
Eu- se eu ficar em casa já não me tens de ver com ele, prontos.
Bill- Tom...
Tom- Kryxttina desculpa, vamos ligar ao Andreas a convidar...e tu também vens.
Eu- ok. Bill toma o teu telemóvel- entreguei-lhe- havia me esquecido de te entregar.
Bill- não faz mal, também não me lembrei.
 O Bill ligou-lhe e depois ele quis falar comigo...
Eu- sim...mas...tá bem...amo-te...vou perguntar ao Bill...eu, o Bill e o Tom??
Andreas- alo amor...não posso ir jantar com vocês...desculpa...amo-te...pergunta ao Bill se querem vir dormir a minha casa hoje...ya.
Eu- espera amor já te ligo.- e desliguei o telefone.- querem ir dormir a casa do Andreas hoje??
Bill- claro.
Tom- não.
Eu- eu vou.
Tom-*não a vou deixar na mesma casa que ele* ok, então também vou.
 Liguei ao Andreas a avisar que sim, iamos todos dormir a casa dele. Fomos jantar a um restaurante de comida chinesa, e depois fomos para casa do Andreas...claro que antes avisamos a Simone. Quando la chegamos o Andreas comprimentou-me logo com um simples tocar de lábios.
 Andreas- olá princesa.
 Eu- olá Andreas.
 Andreas- olá Tom, olá Bill. Entrem o Gustav também está cá.
 Tom- olá.
 Bill- olá.
 Passamos a noite a ver filmes e a jogar até que alguém teve a maravilhosa ideia de jogarmos verdade ou consequencia: o Tom. Todos aceitamos...e lá fomos nós para uma sala jogar, felizmente os pais do Andreas não estavam em casa o que significava que estavamos mais a vontade.
 Rodamos a garrafa e calhou o Tom a mandar-me fazer algo...
Tom- verdade ou consequencia??
Eu- verdade.
Tom- é verdade que já mentis-te a alguem sobre os teus sentimentos??
Eu-*percebi a indirecta, mas vamos faze-lo sofrer* Sim.
Tom- sim??
Eu- verdade.
Tom- hum, ok.
 Rodamos a garrafa de novo e calhou o Gustav a perguntar ao Bill.
Gustav- Bill és gay??
Bill- falso. Estúpido.
Gustav- haha consequencia...1- dás um beijo no pescoço da Kryxttina. 2- vais lá para fora e gritas que és gay assumido. 3- ou dás um beijo ao Andreas na boca.
Tom- a terceira era gira de se ver.
Eu -não, não era.
Andreas- eu vou me vingar Gustav.
Gustav- ui tou cheio de medo.
Bill- eu escolho a terceira...dar um beijo na boca do Andreas.
Andreas- mas tu tás parvo ou que??
Bill- Andreas eu não posso lutar contra isso eu amo-te.

25ºCapítulo:

 

O Bill aproximou-se do Andreas para o beijar, mas o Andreas ia recuando e derrepente o Bill vira-se para mim e dá-me um beijo no pescoço.
 Tom- oh Bill a boca do Andreas era melhor.
 Bill- deves pensar que sou gay.
 Eu- ai enganaste-nos bem, por momentos cheguei a pensar que amasses o Andreas.
 Bill- achas?? Que nojo, ele é todo teu maninha.
 Andreas- eu mato-te Bill, meu perfeito anormal.
 Bill- ai que stress. Estava a brincar...mas se quiseres um beijinho, anda cá Andreas.- disse correndo atrás dele pela casa.
 Gustav- rapazes parem com a brincadeira e vamos jogar.
 Andreas- eu vou-me vingar Gustav.
 Gustav- voltas a ameaçar-me e verás. Kryxttina estás a namorar com o Andreas??
 Eu- ya.
 Gustav- eu e o George sabiamos. Nós somos de mais.
 Tom- *controla-te Tom* então vamos jogar??
 Todos- ya.
 Voltamos a girar a garrafa e calhou o Gustav a perguntar ao Tom.
 Gustav- verdade ou consequência??
 Tom- consequência.
 Gustav- 1- corres nu pela rua acima...2- deixas que cada um de nós te atire com um balde de agua fria...ou 3-
 Tom- ou 3?? Sim porque eu odeio agua fria e a primeira nem se fala.
 Gustav- vou me vingar Andreas'zito. Tu beijas a Kryxttina na boca, mas quero um beijo daqueles de cinema.
 Andreas- opah Gustav a Kryxttina é minha namorada.
 Gustav- é só um jogo.
 Tom- a terceira.
 Eu- não aceito. Desculpem mas eu tou a namorar com o Andreas. Gustav!!
 Tom- Kryxttina é um jogo.
 Eu- não.
 Andreas- podes faze-lo, também é só um jogo...mas que seja rápido.
 Eu- mas eu não quero.
 Andreas- amor...prova a esses anormais que tu és superior as palhaçadas deles.
 O Andreas chegou-se perto de mim agarrou-me a cara e beijou-me.
 Gustav- é um desses beijos que tens de dar ao Tom.
 Bill- uou. Este jogo está a aquecer.
 Eu- ok, que seja.
 O Tom segurou na minha mão, levantou-me e encostou-me a parede, pos as suas mãos na minha nuca, enquanto eu pus os meus braços a volta do seu pescoço e encostou os seus lábios do meu, foi um beijo ao princípio calmo, mas que logo foi ficando rebelde. Tenho de admitir que pude comparar melhor o beijo do Andreas ao do Tom e o que prefiro é o do Tom sem sombra de dúvidas, tinhamo-nos esquecido que aquilo era um jogo e continuavamos aos beijos, mas agora com amor, até que fomos interrompidos pelo Andreas que me puxou para ele e me beijou, mas logo me separei dele.
Eu- acho que mereço respirar não??
Andreas- ok, amor.
Eu- eu estou com uma dor de cabeça dos diabos...Andreas onde é que vou dormir??
Andreas- comigo no meu quarto amor.
Eu- Andreas...
Andreas-sim??
Eu- *não me está a apetecer dormir com ele, depois do beijo do Tom estou tão confusa, que só me apetece estar com o Tom* onde é o teu quarto??
Andreas- eu levo-te lá amor.
Tom- olhem também vou dormir já.
Bill- me too.
Gustav- eu tou cansado, também vou.
Andreas- epah vamos todos então. Bill, Tom, Gustav vocês dormem no quarto de visitas que já sabem onde é. Tem 2 camas e 1 colchão, decidam quem dorme nas camas e quem dorme no colchão.
Tom- cama.
Bill- cama.
Gustav- colchão.
Andreas- alguém leva a Kryxttina ao meu quarto que eu preciso de ligar aos meus pais...
Tom- eu levo... 
 O Tom levou-me ao quarto do Andreas enquanto o Bill e o Gustav foram para o quarto de visitas. Quando chegamos ao quarto do Andreas, sentei-me na cama e o Tom sentou-se ao meu lado.
Tom- o meu beijo deixou-te a pensar não foi??
Eu- talvez.
Tom- bem me pareceu que sim.
 Começou a aproximar-se de mim...
Eu- Tom...pára...pára Tom- disse enquanto ia para trás.
 O Tom cada vez estava mais perto de mim até que...
 Fomos interrompidos pelo Andreas que entrou no quarto.
Eu- obrigada mano por me trazeres até ao quarto.
Tom- *não sou teu irmão Kryx* de nada. Boa noite.
Eu- boa noite.
Andreas- boa noite.
 O Tom saiu do quarto deixando-me a sós com o Andreas. O quarto dele só tinha uma cama de casal...iamos ter de dormir juntos...
Eu-*bonito serviço...vou dormir na mesma cama que ele...lindo*
Andreas- se quiseres posso dormir no chão...
Eu- claro que não. Dormimos os dois na cama...
 Andreas-ok. Queres uma blusa minha para dormires??
Eu- não é preciso obrigada, durmo mesmo assim.
 Andreas- ok.
 Deitei-me e liguei o candeeiro, ele tirou as calças e a blusa que trazia vestidas, não resiti e olhei para ele.
Eu-*ai que corpinho...ele só de boxers é um espanto*
Andreas- importas-te se dormir assim??
Eu- não, não.
 Deitou-se ao meu lado, eu estava virada para ele. Beijou-me.
Eu- custumas trazer muitas gajas para o teu quarto??
Andreas- porquê??
Eu- cama de casal, desde que eu saiba não és casado.
Andreas- não, não custumo linda, gostei da cama e comprei-a...não tinha cama de solteiro assim.
Eu- hum...ok.
 Beijou-me. Passei a minha mão pela barriga dele tão bem definida.
Eu- *cada divisória* desculpa.- retirei logo a minha mão.
 Ele pegou nela e voltou a colocar onde estava.
Andreas- a vontade.
Eu- Andreas...
Andreas- shiu.- beijou-me.
  Passou as suas mãos por dentro da minha blusa...

 

Parte de uma música : Eu gosto tanto de você Que até prefiro esconder Deixo assim ficar Subentendido Como uma idéia que existe na cabeça E não tem a menor obrigação de acontecer [...] Pode até parecer fraqueza Pois que seja fraqueza então, A alegria que me dá Isso vai sem eu dizer Se amanhã não for nada disso Caberá só a mim esquecer E eu vou sobreviver... O que eu ganho, o que eu perco Ninguém precisa saber


sinto-me: Bairro:D || Adr o Grande Amigo
música: If I had you - Adam Lambert

publicado por Chinesa11 às 01:49
link do post | comentar | ver comentários (8) | favorito
|

Quarta-feira, 1 de Setembro de 2010
O 4º elemento do meu trio_23ºC

 O que fazer quando pensamos que temos uma amiga super especial, a melhor de todas, e xega um dia que ela nos desilude...a sério ! ...

Tou farta de ter melhores amigos para depois me desiludirem...

 Saudades da minha Beea q tá em Luanda, e nesse momento é a pessoa q eu mais qeria comigo, pelo menos sei que ela nao tinha tido a atitude q a minha suposta melhor amiga teve comigo hoje, isso eu posso ter a certeza...

Parabéns aos meus meninos+.+ Nossos meninos+.+ 21 aninhos+.+ Taoo grandes já, e continuam sem juizinho, mas nós gostamos muito deles+.+ Mais um ano de vida deles e mais um ano que muitas como eu continuam como fãs !

 E agora o capítulo:

Quando cheguei a casa estava o Bill sentado no sofá a ver televisão...tirei os phones dos ouvidos, o capucho da cabeça, o casaco pousei na cadeira juntamente com o ipod.
Eu- Bill a tua mãe??
Bill- está a dormir.
Eu- esqueci-me de a avisar que ia sair.
Bill- não te preocupes que ela ainda nem sabe que já chegamos, eu é que precisei de ir ao quarto dela buscar maquilhagem e vi que ela se encontrava a dormir. Está muito frio lá fora??
Eu- muito mesmo.
Bill- talvez é como esteja o coração do Tom com tudo o que se está a passar...
Eu- é melhor assim Bill...
Bill- ele contou-me o que lhe disses-te, e tens certa razão mas isso não vos fará sofrer??
Eu- não sei...- sentei-me ao seu lado- não me tá apetecer lá muito falar sobre isso.
Bill- tudo bem. Então onde estives-te??
Eu- estive num parque onde se alugam skates, aqui perto.
Bill- não conheço mana.
 A Simone chega-se ao pé de nós...
Simone- vejo que se estão a dar muito bem vocês...fico feliz.
Bill- claro que eu dou-me bem com a minha maninha mais nova.- abraçou-me depois de o ter dito.
Eu- o Bill é uma óptima pessoa, e um óptimo amigo.
Simone/Bill- irmão.
Eu- ok, é um óptimo irmão...
Bill- assim está melhor mana.
Eu- ...para o Tom.
 O Bill começou a fazer-me cócigas.
Simone- bem, vou fazer o almoço...
Bill-ok mãe.
Eu- ok Simone.
 Passados cerca de 20 minutos a Simone chamou-nos para o almoço.
Bill- ok mãe, vou só chamar o Tom.
Eu- Bill.-disse segurando-o no braço.- deixa que eu vou lá.
 Ele acentiu e dirigiu-se a mesa do almoço enquanto que eu me dirigi ao quarto...quando lá cheguei, entrei e ainda o ouvi a chorar, mas mal deu conta da minha presença calou-se.
 Eu- podemos falar??
Tom- de novo?? Não chega o que me disses-te??
 Eu- Tom o que é que queres que te diga??
Tom- que me amas e que queres ficar comigo.
 Eu- não era nenhuma mentira...
Ele levantou-se e chegou-se perto de mim...tentou beijar-me mas eu desviei a cara.
 Eu- Tom eu amo-te e quero ficar contigo...mas não posso.
 Tom- amizade.
 Eu- o que??
 Tom- deste-me a escolher entre a tua amizade ou nada. Eu escolho a tua amizade.
 Eu- ok. Agora vamos almoçar.
 Tom- vamos.
 Eu-*ele não pode ir almoçar com essa carinha de choro* mas antes vamos lavar a tua cara.
 Tom- se queres ver-me nu é só dizeres...-disse fazendo um sorriso estúpido.
 Eu- apesar de esse teu lado ser muito estúpido, gosto mais dele do que do sério...do triste...
 Tom- não posso tar triste para sempre.
 Eu- nem para sempre, nem nunca. E não, não te quero ver nu.*ai não que não quero*
 Sorriu...
 Eu- vai lá lavar a cara e não precisas de tirar a roupa para o fazer...mas que moda é essa agora...para lavar a cara é preciso tirar a roupa...
 Tom- amo-te.
 Eu- eu também Tom. Espero por ti lá em baixo.
Desci e passado 5 minutos desceu o Tom também.
 Bill- então maninho melhor já??
 Tom- claro...estou pronto para outra hoje a noite...
 Conversavam os manos sentados a mesa juntamente comigo, enquanto a Simone servia o almoço para posteriormente se sentar também.
 Simone- melhor?? Tom o que é que tinhas??
 Tom-*o Bill tinha de abrir a boca...agora tenho de mentir...como se não o fizesse muitas vezes* Mãe eu estava com uma dor de cabeça hoje...e o Bill pergutou-me se eu estava melhor da dor de cabeça.
 Simone- ah ok.
 Bill- depois do almoço vamos as compras com a Kryxttina, para ela comprar coisitas para ela...
 Eu- Bill eu não preciso de nada.
 Simone- precisas sim. Bill leva o meu cartão de crédito, usa e abusa...
 Bill/Tom-yes.
 Simone- mas Tom tu não compras mais chapéus, e Bill tu não compras mais maquiagem.
 Bill/Tom- fogo.
 Eu- chamem os bombeiros...
 Tom- parva.
 Eu- lindo.
 Tom- amo-te.
 A mãe ficou a olhar para ele...
 Simone- amas-lhe??

Parte de uma música [pos gémeos + phophinhos do mundo] : Parabéns a você, nesta data querida...muitas felicidades muitos anos de vida+.+

 


sinto-me: I thought that subject wasdead
música: ghetto couk_ johny ramos

publicado por Chinesa11 às 17:30
link do post | comentar | ver comentários (11) | favorito
|

mais sobre mim
Daniela Sousa

Sou uma gaja com o nome no B.I Daniela Sousa…mas que tem 1a panca pelo nome Kryx!  As vezes gostava de ser criança para sempre…não ter que tomar decisões…não ter de fazer escolhas…não ter perder amigos…não ter de sentir saudades…não ter de odiar people parvo…as vezes gostava que pudesse ser criança ih adulta quando me desse na “telha” mas a vida não é assim….por isso tudo o q aprendi devo aos amiigos ih a família…Obrigada!~A amizade é como o vidro…frágil!  Algumas verdades magoam mas as vezes é preciso ouvi-las, e difícil dize-las! Confiança não é algo que se pede é algo que se conquista!    O amor é como um enigma difícil de resolve-lo, fácil de complica-lo! Magoar é fácil, perdoar é difícil!  Mais difícil do que dizer amo-te é realmente senti-lo! Deixares-te levar é fácil, dizer não é complicado!Apontas-me o dedo por ser diferente eu agradeço-te por seres igual

posts recentes

O 4º elemento do meu trio...

O 4º elemento do meu trio...

O 4º elemento do meu trio...

O 4º elemento do meu trio...

O 4º elemento do meu trio...

O 4º elemento do meu trio...

O 4º elemento do meu trio...

O 4º elemento do meu trio...

O 4º elemento do meu trio...

O 4º elemento do meu trio...

O 4º elemento do meu trio...

O 4º elemento do meu trio...

O 4º elemento do meu trio...

O 4º elemento do meu trio...

O 4º elemento do meu trio...

O 4º elemento do meu trio...

O 4º elemento do meu trio...

O 4º elemento do meu trio...

O 4º elemento do meu trio...

O 4º elemento do meu trio...

O 4º elemento do meu trio...

O 4º elemento do meu trio...

O 4º elemento do meu trio...

O 4º elemento do meu trio...

O 4º elemento do meu trio...

O 4º elemento do meu trio...

O 4º elemento do meu trio...

O 4º elemento do meu trio...

I'm Back (L) O 4º element...